29 de nov de 2011

BOLINHA NO ESMALTE - CAUSAS E DICAS


Acho que não conheço ninguém que nunca tenha pintado as unhas, olhado pro lado e quando viu, o esmalte parecia uma paçoquinha, cheia de bolinhas.

É praticamente todo serviço de esmaltação jogado fora, né?

Isso acontece por um único fator, sim, um único fator: temperatura corporal.

A unha é uma forma de respiração do corpo (por isso a indicação de ficar um dia sem pintar etc) e no momento da formação das bolinhas, é como se ela estivesse querendo que o calor saísse, mas algo a impede, e esse algo é o esmalte que você “colocou"  lá (meio que sinto medo de pensar que to asfixiando minha unha, mas eu supero). 

O esmalte que você colocou tenta secar, mas não consegue devido à alta temperatura, mas de toda forma ele precisa dar um jeito, e o jeito são as bolinhas indesejadas, formando um chokito na sua mão! Yeah!!!

Pra evitar essa mistura catastrófica, a dica é manter as mãos geladinhas antes de esmaltar. Vale qualquer coisa: segurar gelo, segurar geladinho (sabem do que estou falando?), passar spray secante (sim, ele ajuda) ou outra idéia que você tenha e seja eficiente, o importante é manter a temperatura baixa.

Ventilador, vento ou qualquer outra coisa que a oposição divulgue como sendo culpada pelas bolinhas, é mentira. Se você se trancar em uma sala fechada, longe do vento, vai ver que o efeito é bem pior.


AGRAVANTES

Existem pessoas (como eu) que possuem distúrbios corporais que agravam ainda mais a situação. O nome de um deles é hiperhidrose. 

Hiperhidrose é essa coisa bonita que me acompanha desde que nasci. As glândulas sudoríparas não funcionam de forma correta, e a temperatura corporal fica acima da média o tempo todo (sim, eu sou hot, mas desejo mais que tudo nesse mundo que eu não fosse, porque isso é sofrimento), por isso minhas mãos, pés, axilas e o que mais você imaginar, suam com muita facilidade (a sorte é que não é um suor com odor, é como se fosse uma água mesmo).

Ou seja, estou o tempo inteiro com o corpo quente, o tempo todo a unha precisa respirar, e eu o tempo todo passando esmalte em cima dela, não é lindo? Eu acho.

Outro agravante é a bromidrose, que nada mais é do que a hiperhidrose com o plus do odor. A pessoa sua, mas o suor tem cheiro forte. Da mesma forma ela mantém a temperatura do corpo sempre quente, o que atrapalha.

Esmalte grosso é um agravante também. Quanto mais grossa a camada, mais tempo ela precisa pra “secar” e aí você já passa outra camada por cima, deixando duas camadas molhadas, o que acontece? A mesma coisa: o esmalte precisa secar, e aí vem as bolinhas. Se o esmalte está grosso e o dia está quente, tente diluir mais esse esmalte ou passar camada fina, senão... 


RESUMO:

Antes de começar a pintar: 

  • Resfrie a mão com gelo ou aplique spray secante (eu faço como na foto abaixo: seguro recipiente com gelo)

Pintei, surgiram as bolinhas, e agora?

  • Mergulhe o esmalte em água fria
  • Aperte com delicadeza algumas bolinhas que ficaram, pra elas “abaixarem”
  • Depois de seco, passe um top coat de confiança e que NÃO ESTEJA GROSSO TAMBÉM.

Mão gelada: segure gelo, aperte algo gelado, aplique spray...


 Camada fina de esmalte + top coat fino

Espero que tenha ajudado, qualquer outra dúvida, é só perguntar nos comentários  =)

2 comentários:

  1. Adoro ler tudo que voce escreve!!!!

    ResponderExcluir
  2. Hahahah que legal! Espero que goste e seja útil, né? Sempre espero ajudar :)

    ResponderExcluir

Grite!